Futebol

14 setembro 2021, 23h24

Rafa

RESUMO DO JOGO

Maior percentagem de posse de bola (64%) e mais remates (12, nove deles na grande área) não foram suficientes para o Benfica entrar na fase de grupos da Liga dos Campeões com um triunfo. No Estádio Olímpico da capital ucraniana, diante do Dínamo Kiev, empate 0-0 na 1.ª jornada do grupo E.

Tal como acontecera nos Açores, com o Santa Clara, o treinador Jorge Jesus voltou a apostar no 3x4x3, mas com quatro alterações: Otamendi no lugar de Lucas Veríssimo – ausente por castigo –, Gilberto em vez de Diogo Gonçalves, Rafa no lugar de Rodrigo Pinho e Yaremchuk a ocupar o espaço que foi de Darwin na frente de ataque.

Primeira parte com mais posse de bola e iniciativa de jogo por parte dos encarnados, que foram para o intervalo com 68% de posse. O "sinal mais" começou logo nos minutos iniciais, nomeadamente através da velocidade de Rafa, que recebia o esférico entre linhas e esgueirava-se a grande velocidade rumo à área ucraniana. 

Ainda assim, foi o conjunto da casa a criar o primeiro lance de perigo. Perda de bola de Otamendi em zona proibida e Vertonghen a ser obrigado a fazer falta sobre Syrota quando este ia em direção à área do Benfica. No livre direto, Shaparenko obrigou Odysseas a grande intervenção (9').

Yaremchuk

Ao susto, responderam os comandados por Jorge Jesus com mais posse de bola, construção ofensiva com paciência, com o esférico a passar por ambos os corredores laterais a fim de dar largura ao ataque. O Dínamo Kiev sentia-se confortável ao dar a iniciativa ao Benfica e em baixar o bloco. Aos 33', recuperação das águias em zona adiantada por parte de Weigl, que roubou o esférico a Sydorchuk, e a bola sobrou para Everton que, no coração da área, viu o seu remate bloqueado pelo mesmo Sydorchuk. Reclamou-se braço do capitão dos ucranianos no esférico, mas o árbitro Anthony Taylor mandou seguir.

Na parte final da primeira parte, mais animação junto aos guarda-redes. Aos 40', livre indireto trabalhado pelo Benfica, com João Mário a descobrir Rafa e este a tentar picar, mas a bola saiu por cima da barra; no minuto seguinte, aos 41', Yaremchuk, em boa posição, disparou para Boyko sacudir; aos 42' foi a vez de o Dínamo Kiev tentar, mas o remate de Mykolenko foi travado pelas luvas de Odysseas. O duelo chegou ao intervalo com 0-0 no marcador.

Nemanja

Minutos iniciais da etapa complementar, com o Dínamo Kiev a tentar fazer algo que não fizera ainda no jogo: sair a jogar desde trás com a bola controlada, e a subir as linhas de pressão. Porém, uma vez mais, foi o Benfica a levar real perigo à baliza. Lance de insistência, confusão na área, a bola sobrou para Yaremchuk, que disparou de pronto para defesa por instinto de Boyko (55'). Clara oportunidade de golo! 

Perto da hora de jogo, Jorge Jesus operou três mudanças na equipa. Everton, Yaremchuk e Gilberto deram os seus lugares a Nemanja, Darwin e Valentino, respetivamente. O nó persistia, com Mircea Lucescu a mexer também nas peças do conjunto de Kiev.

O Benfica era o "dono" da bola, circulava entre setores, tentava encontrar espaços para romper para a área ucraniana, tendo em Nemanja e Rafa os repentistas que procuravam mexer no jogo através de ações individuais. O jogo caminhava para o fim e, perto dos 90', Jorge Jesus fez entrar Taarabt e Pizzi para os lugares de João Mário e Rafa, respetivamente. Sobre Rafa, diga-se, foi afastado do jogo por uma entrada dura de Verbic, num lance em que o árbitro nada assinalou.

João Mário

No último suspiro do jogo, o Dínamo Kiev assustou. Aos 90', Shaparenko, à entrada da área, atirou à barra e na recarga Buyalskiy testou a atenção de Odysseas. Na sequência do pontapé de canto, Garmash cabeceou para nova intervenção de Odysseas (90'+1'). Aos 90'+3', a bola entrou na baliza do Benfica, numa conclusão de Shaparenko, mas o VAR assinalou fora de jogo no início da jogada e o lance foi justamente anulado.

O 0-0 manteve-se durante os 90 minutos no Estádio Olímpico de Kiev e o Benfica entra no grupo E da Champions, com um ponto. Na 2.ª jornada, a 29 de setembro, as águias recebem o Barcelona. Antes, a 20 e a 25 de setembro, há embates com o Boavista e o V. Guimarães, a contar para a Liga Bwin.

Camisolas Liga dos Campeões 2021/22

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica
Última atualização: 14 de setembro de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar