Clube

30 julho 2021, 14h50

COVID-19

[EM ATUALIZAÇÃO]

Números de julho: acompanhe aqui a divulgação diária do boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) em Portugal.

30 DE JULHO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: Rádio Renascença [13h49] | R(t) desceu e está abaixo de 1. "Portugal registou nesta sexta-feira mais 14 mortes pela COVID-19 e mais 2595 casos de infeção, segundo os dados do mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). No total, morreram 17 344 pessoas por COVID-19 desde o início da pandemia e foram registados 966 041 casos.

O índice de transmissibilidade, o R(t), desceu novamente e está agora abaixo de 1 no país, fixando-se em 0,98. A taxa de incidência também desceu, para 419,2 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

Tal como os novos casos e a incidência, também os internamentos caíram. Estão internadas 924 pessoas devido à doença (menos 30 em relação ao dia anterior). Dessas, 199 estão em unidades de cuidados intensivos, menos do que na quinta-feira.

Recuperaram da COVID-19 mais 3331 pessoas, elevando o total para 897 886 recuperados.

Em relação aos casos ativos, o número desceu também para 50 811, menos 750 em relação ao dia anterior. O número de casos ativos resulta da subtração dos recuperados e dos óbitos ao total de casos.

Dos 2595 novos casos, 950 foram registados na região Norte. Em Lisboa e Vale do Tejo foram registados 913 novos casos, na região Centro 289 casos, na região do Alentejo 130 casos e na região do Algarve 234 casos.

Todas as regiões do Continente registaram óbitos por COVID-19 nesta sexta-feira. O Norte lidera, com cinco mortes, seguido da região de LVT com quatro mortes, o Alentejo e o Algarve com duas mortes cada região e o Centro com uma morte."

29 DE JULHO

DGS, 29 de julho, relatório de situação

PORTUGAL: SIC Notícias [14h03] | 3009 novos casos de infeção. "Portugal contabiliza nesta quinta-feira mais 10 mortes e 3009 novos casos de COVID-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 17 330 mortes e 963 446 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 51 561 casos, mais 131 em relação ao dia anterior.

O boletim da DGS revela que estão internados 954 doentes, mais 20 do que ontem.

Nos cuidados intensivos estão 208 doentes.

Os dados indicam ainda que mais 2868 foram dados como recuperados, fazendo subir para 894 555 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 79 147 contactos, menos 1328 relativamente ao dia anterior.

A taxa de incidência nacional subiu de 427,5 para 428,3 casos de infeção por 100 000 habitantes. No continente aumentou manteve-se nos 439,3 casos de infeção por 100 000 habitantes.

O R(t) nacional voltou a descer (tanto a nível nacional como no continente) 1,04 para 1,01.

Os dados dos índices R(t) e da incidência são atualizados à segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira."

28 DE JULHO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: Diário de Notícias [14h10] | 3452 novos casos de infeção. "Portugal registou mais 3452 casos e 13 mortes por COVID-19 nas últimas 24 horas, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) desta quarta-feira, 28 de julho.

Há agora 51 430 casos ativos de infeção por SARS-CoV-2, mais 175 do que na véspera.

O país contabiliza agora um total de 960 437 casos e 17 320 óbitos desde o início da pandemia.

Relativamente a internamentos, mantêm-se 200 pessoas hospitalizadas em unidades de cuidados intensivos. O valor total de hospitalizações é agora de 934, mais seis do que no dia anterior.

O boletim da DGS aponta também que há mais 3264 recuperados da doença, num total de 891 687.

A região de Lisboa e Vale do Tejo foi a que registou mais novos casos (1341) e mortes (sete) nas últimas 24 horas. Os outros óbitos foram contabilizados no Norte (cinco) e no Centro (um).

A região Norte registou mais 1194 casos. Em relação às restantes unidades territoriais, tanto o Centro como o Algarve contabilizaram mais 358 casos, o Alentejo mais 115, os Açores mais 57 e a Madeira mais 29.

A taxa de incidência subiu para 428,3 casos de infeção por COVID-19 por 100 mil habitantes a nível nacional (face aos 427,5 anteriores), mas manteve-se nos 439,3 casos no continente.

O R(t) baixou de 1,04 para 1,01 tanto a nível nacional como no continente."

27 DE JULHO

Covid-19, relatório de situação

PORTUGAL: SIC Notícias [14h17] | 2316 novos casos de infeção. "Portugal contabiliza nesta terça-feira mais seis mortes e 2316 novos casos de COVID-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 17 307 mortes e 956 985 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 51 255 casos, menos 2741 em relação ao dia anterior.

O boletim da DGS revela que estão internados 928 doentes, mais nove do que ontem. Nos cuidados intensivos estão 200 doentes.

Os dados indicam ainda que mais 5051 foram dados como recuperados, fazendo subir para 888 423 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 80 227 contactos, menos 457 relativamente ao dia anterior."

26 DE JULHO

Relatório de situação, COVID-19

PORTUGAL: Diário de Notícias [14h36 ] 1610 novos casos de infeção. "Portugal registou mais 1610 casos e nove mortes por COVID-19 nas últimas 24 horas, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Há agora 53 996 casos ativos de infeção por SARS-CoV-2, menos 201 do que na véspera.

O país contabiliza agora um total de 954 669 casos e 17 301 óbitos desde o início da pandemia.

O número de internados continua a subir. São agora mais 40 do que no dia anterior, totalizando 919. Destes, 198 estão em unidades de cuidados intensivos, mais cinco do que na véspera.

O boletim da DGS aponta também que há mais 1802 recuperados da doença, num total de 883 372.

A região Norte foi a que contabilizou mais mortes (cinco) e novos casos (688) nas últimas 24 horas. Lisboa e Vale do Tejo registou 519 novos casos e mais três óbitos em relação à véspera.

A outra morte foi contabilizada nos Açores, que registo mais 58 casos. Em relação às outras regiões, o Algarve contabilizou mais 177 casos, o Centro mais 74, o Alentejo mais 51 e a Madeira mais 43.

A taxa de incidência é agora de 427,5 casos de infeção por COVID-19 por 100 mil habitantes a nível nacional e de 439,3 casos no continente.

O R(t) tanto a nível nacional como no continente é de 1,04, o que significa que a pandemia está em tendência crescente."

25 DE JULHO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: TVI24 [16h15] | 2625 novos casos de infeção. "Portugal regista, neste domingo, mais oito mortos e 2625 casos de COVID-19, de acordo com o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Metade dos óbitos registaram-se na região de Lisboa e os restantes no Norte (2), Açores e Madeira.

Nas últimas 24 horas, mais 44 doentes deram entrada nos hospitais, com um total de 879 internamentos. Há, também, mais 12 doentes em cuidados intensivos, onde se encontram agora 193 pessoas.

O país tem hoje 54 197 casos ativos, mais 1415 que no sábado. Por outro lado, há menos 2777 casos suspeitos, mantendo-se 80 147 pessoas em contactos de vigilância com as autoridades de saúde.

Mais 1202 pessoas recuperaram da doença, elevando o total para 881 570.

Desde o início da pandemia já morreram 17 292 doentes dos 953 059 infetados."

24 DE JULHO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: SIC Notícias [14h09] | Mais 3396 novos casos de infeção. "Portugal contabiliza neste sábado mais 20 mortes e 3396 novos casos de COVID-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 17 284 mortes e 950 434 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando neste sábado ativos 52 782 casos, menos 752 em relação ao dia anterior.

O boletim da DGS revela que estão internados 835 doentes, menos 20 do que ontem.

Nos cuidados intensivos estão 181 doentes.

Os dados indicam ainda que mais 4128 foram dados como recuperados, fazendo subir para 880 368 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 82 924 contactos, mais 1073 relativamente ao dia anterior.

A taxa de incidência nacional subiu de 409,0 para 418,3 casos de infeção por 100 000 habitantes. No continente aumentou de 421,3 para 430,8 casos de infeção por 100 000 habitantes.

O R(t) nacional desceu de 1,09 para 1,07 e no continente de 1,09 para 1,07.

Os dados dos índices R(t) e da incidência são atualizados à segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira."

23 DE JULHO

Relatório COVID-19

PORTUGAL: Diário de Notícias [14h48] Mais 3794 novos casos de infeção. "Portugal confirmou 3794 novos casos de COVID-19 nas últimas 24 horas, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O relatório desta sexta-feira (23 de julho) refere que morreram mais 16 pessoas devido à infeção pelo novo coronavírus, o mesmo número de óbitos registados na quinta-feira.

O Norte é a região onde se verifica um crescimento no número diário de mortes, passando de quatro óbitos reportados no boletim de ontem para sete no relatório desta sexta-feira. Já Lisboa e Vale do Tejo registou hoje três vítimas mortais, na quinta-feira tinham sido nove.

As restantes mortes reportadas em 24 horas ocorreram no Centro (dois), Alentejo (dois) e Algarve (dois).

O Norte volta a superar a região da capital ao notificar o maior número de novos casos, 1455. Mais cinco novas infeções do que Lisboa e Vale do Tejo.

Verificaram-se ainda mais 352 infeções no Centro, 281 no Algarve, 132 no Alentejo, 83 nos Açores e 41 na Madeira.

No que diz respeito à pressão nos hospitais portugueses, os dados mostram que há agora 855 internados (menos cinco face ao reportado ontem) sendo que se mantêm 178 doentes em unidades de cuidados intensivos.

Na atualização dos valores da matriz de risco, o R(t), índice de transmissibilidade, recuou para 1,07, mas a incidência a 14 dias continua a subir.

A nível nacional, a incidência passou de 409 para 418,3 casos de COVID-19 por 100 mil habitantes. Já em território continental, passou de 421,3 para 430,8 infeções por 100 mil habitantes, refere o relatório diário da DGS.

Portugal tem, atualmente, 53 534 casos ativos da doença, mais 546 em comparação com o dia anterior, tendo sido registados em 24 horas 3232 casos de recuperados, num total de 876 240."

22 DE JULHO

DGS, COVID-19, relatório de situação

PORTUGAL: SIC Notícias [14h22] | Mais 3622 novos casos de infeção. "Portugal contabiliza nesta quinta-feira mais 16 mortes e 3622 novos casos de COVID-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 17 248 mortes e 943 244 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando nesta quinta-feira ativos 52 988 casos, mais 841 em relação ao dia anterior.

O boletim da DGS revela que estão internados 860 doentes, menos 7 do que ontem.

Nos cuidados intensivos estão 178 doentes, mais 7.

Os dados indicam ainda que mais 2765 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 873 008 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 81 377 contactos, mais 1835 relativamente ao dia anterior.

A taxa de incidência nacional é de 409,0 casos de infeção por 100 000 habitantes. No continente é de 421,3 casos de infeção por 100 000 habitantes.

O R(t) nacional é de 1,09 e no continente de 1,09."

21 DE JULHO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: Rádio Renascença [13h34] | Mais 4376 novos casos de infeção. "Portugal regista nesta quarta-feira mais 13 mortes devido à COVID-19 e mais 4376 casos, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Trata-se do dia com mais mortes desde 22 de março (na data, foram 16), e o com mais casos desde 10 de fevereiro (4387).

Há, neste momento, 867 pessoas internadas, mais 13 do que ontem.

Nos cuidados intensivos estão 171 pessoas – menos seis que há 24 horas.

Dos treze óbitos, 10 foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo, um no Alentejo, um no Algarve e um nos Açores.

A faixa etária dos mortos: um estava nos 40-49, cinco nos 60-69, quatro nos 70-79 e três tinham mais de 80 anos.

Dos mais de quatro mil casos, 1744 foram detetados na região de Lisboa e Vale do Tejo, 1592 no Norte.

O índice de transmissibilidade [R(t)] está agora nos 1,09 – nível continental e nacional."

20 DE JULHO

DGS 20 de julho, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: TVI24 [14h02] | Mais 2706 casos de infeção. "Portugal regista, nesta terça-feira, mais 2706 infetados com COVID-19 e quatro mortes, de acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Nas últimas 24 horas foram contabilizados mais três internamentos devido a esta doença, fazendo um total de 854 doentes internados. Mas há menos quatro pessoas nos cuidados intensivos. São, neste momento, 177 os doentes em UCI.

Nesta terça-feira registam-se 4451 recuperados da doença, fazendo com que o número de casos ativos em Portugal tenha também diminuído: são agora 50 487 (menos 1749 do que ontem).

Os quatro óbitos foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo (2), Norte (1) e Algarve (1).

A região com mais novos casos é também Lisboa e Vale do Tejo (1196), seguida do Norte (953)."

19 DE JULHO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h19] | Norte lidera novos casos. "Portugal registou nas últimas 24 horas mais oito mortes e 1855 novos casos de COVID-19, indica o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Há mais 46 pessoas internadas nos hospitais no espaço de um dia, num total de 851 pacientes.

Em unidades de cuidados intensivos estão internados 181 doentes, mais cinco em relação a domingo.

Pelo segundo dia consecutivo, a região Norte ultrapassa Lisboa e Vale do Tejo em número de novos casos de COVID-19.

O Norte registou nas últimas 24 horas 755 novas infeções e uma morte. Lisboa e Vale do Tejo tem mais 624 casos e cinco óbitos.

O Algarve soma 231 novos casos e dois mortos, o Centro tem 127 casos, o Alentejo 61 novas infeções, os Açores 32 e a Madeira 25.

Portugal tem mais de 52 mil casos ativos de COVID-19, uma subida de 465 no espaço de um dia.

Recuperaram da doença 1382 pessoas e há quase 80 mil contactos de vigilância.

Desde a chegada da pandemia a Portugal, em março do ano passado, estão confirmados 17 215 mortes e mais de 932 mil casos de COVID-19.

Em relação à matriz de risco, o índice de transmissibilidade (Rt) é agora de 1,10 a nível nacional e no continente. No domingo era de 1,12 no conjunto do país e de 1,13 em Portugal continental.

A taxa de incidência a nível nacional é de 391 casos de COVID-19 por 100 mil habitantes e de 403 casos em Portugal continental."

18 DE JULHO

Boletim DGS

PORTUGAL: RTP [14h40] | Mais 3 261 casos e oito mortos nas últimas 24 horas. "Este domingo, Portugal registou mais 3 261 infeções e oito vítimas mortais devido à COVID-19.

Embora se contabilizem mais 1 995 casos ativos, há menos um contacto em vigilância. Registam-se ainda mais 1 258 recuperados.

A região Norte reportou a maioria dos novos casos este domingo: tem mais 1 307 infeções. A região de Lisboa e Vale do Tejo registou mais 1 279 casos, o Algarve mais 259, o Centro 247 e o Alentejo 117. Nos Açores há mais 43 casos e na Madeira mais nove.

Desde ontem, os internamentos aumentaram: há mais 25 doentes em enfermaria e três em cuidados intensivos."

17 DE JULHO

Boletim DGS

PORTUGAL: RTP [14h47] | Mais 3 677 infeções e cinco mortos, nas últimas 24 horas. "Há 3 677 novos casos de COVID-19 em Portugal e cinco vítimas mortais. Este sábado foram também reportados mais 331 casos ativos, 3 341 recuperados e 86 novos contactos em vigilância.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram contabilizados, nas últimas 24 horas, mais 1 581 infeções, na região Norte 1 182, no Algarve 407, no Centro 319 e no Alentejo 104.

Na Madeira também há mais 43 infeções e nos Açores 41.

Os internamentos subiram ligeiramente desde sexta-feira: mais dois doentes em enfermaria e mais dois em cuidados intensivos.

Desde o início da pandemia, Portugal já contabilizou 927 424 casos de infeção e 17 199 mortos devido à COVID-19."

16 DE JULHO

Boletim COVID-19

PORTUGAL: RTP [14h07] | Mais sete mortes e 3 547 casos confirmados. "O mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde reporta mais 3 547 casos e sete mortes associadas à COVID-19.

No hospital estão hoje 778 doentes (mais quatro do que na véspera), dos quais 171 em unidades de cuidados intensivos (menos três do que no dia anterior).

Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a região com o maior aumento diário de infeções (1 460 novos casos), mas a região Norte regista cada vez mais novos casos, hoje com 1 305 infeções novas.

Foram ainda reportados 304 casos na região centro, 302 no Algarve e 105 no Alentejo.

Os Açores registaram 50 novos casos e a Madeira 21.

Em relação aos óbitos, três foram registados em Lisboa e Vale do Tejo, dois na região norte outros dois no Algarve.

O relatório reporta ainda mais 2 571 recuperados, para um total de 857 108.

Existem ainda mais 969 casos ativos (49 445 no total) e mais 944 contactos em vigilância (79 625 no total).

Desde que foram identificados os primeiros casos de COVID-19 em Portugal já foram confirmadas 923 747 infeções e 17 194 mortes."

15 DE JULHO

Boletim DGS

PORTUGAL: RTP [14h03] | Mais cinco mortes e 3 641 casos confirmados. "O último relatório epidemiológico da Direção-Geral da Saúde reporta mais 3 641 casos e cinco mortes associadas à COVID-19.

Os internamentos voltaram a aumentar. Há neste momento 774 doentes em enfermaria (mais 40 do que na véspera) e 174 em unidades de cuidados intensivos (mais três do que no dia anterior). É o número mais alto de pessoas internadas desde 19 de março, quando estavam 789 doentes com COVID-19 em unidades hospitalares.

Do total de novos casos, 1 509 foram registados em Lisboa e Vale do Tejo, 1 309 no Porto, 364 no Algarve, 296 no centro e 97 no Alentejo. Foram ainda reportadas mais 40 infeções nos Açores e 26 na Madeira. Do total de mortes, quatro foram reportadas em Lisboa e Vale do Tejo e uma no Algarve.

O relatório reporta ainda mais 2 268 recuperações, para um total de 854 537. Há ainda mais 1 368 casos ativos (48 476 no total) e mais 999 contactos em vigilância (78 681 no total).

Desde que foi identificado o primeiro caso de COVID-19 em Portugal já foram confirmadas 920 200 infeções e 17 187 mortes."

14 DE JULHO

Boletim DGS

PORTUGAL: TVI [14h16] | Mais nove mortes e 4 153 novos contágios. "O boletim diário da DGS indica que há 4 153 novos contágios por COVID-19 e mais nove mortes nas últimas 24 horas. Desde terça-feira, mais dez pessoas foram internadas nas Unidades de Cuidados Intensivos, mas há menos oito pessoas em enfermaria.

A maior parte dos novos casos (1 928) foi registada na região de Lisboa e Vale do Tejo, com o Norte a ter mais 1 305 contágios nas últimas 24 horas. No boletim epidemiológico conjunto da Direção-Geral da Saúde e do Instituto Nacional da Saúde Doutor Ricardo Jorge, assinala-se que a taxa de incidência no continente subiu dos 325,2 em que estava na segunda-feira passada.

A nível nacional, este indicador subiu de 315,6 para 336,3. Quanto ao Rt — que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de uma pessoa com o vírus — no continente, na segunda-feira estava em 1,16. A nível nacional, o Rt desceu de 1,16 para 1,14.

Os dados do Rt e da incidência de novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias — indicadores que compõem a matriz de risco de acompanhamento da pandemia — são atualizados pelas autoridades de saúde à segunda-feira, à quarta-feira e à sexta-feira.

Nos concelhos de baixa densidade populacional, que representam mais de metade do território continental, a linha vermelha que obriga os municípios a recuar no plano de desconfinamento está fixada nos 480 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias e os restantes concelhos ficam sob alerta quando ultrapassarem os 240 casos por 100 mil habitantes no mesmo período."

13 DE JULHO

Covid

PORTUGAL: SIC NOTÍCIAS [14h06] | Mais nove mortes e 2 650 novos casos. "Portugal contabiliza esta terça-feira mais nove mortes e 2 650 novos casos de COVID-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). 

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 17 173 mortes e 912 406 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando esta terça-feira ativos 45 199 casos, menos 849 em relação a ontem.

O boletim da DGS revela que estão internados 742 doentes, mais 13 do que no dia anterior. Nos cuidados intensivos estão 161 doentes, menos dois. Os dados indicam ainda que mais 3 490 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 850 034 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 76 360 contactos, mais 1 461 relativamente ao dia anterior. A taxa de incidência nacional subiu ontem de 272,0 para 315,6 casos de infeção por 100 000 habitantes.

No continente aumentou de 280,5 para 325,2 casos por 100 000 habitantes. O R(t) nacional desceu de 1,18 para 1,16 e no continente de 1,19 para 1,16. Os dados dos índices R(t) e da incidência são atualizados à segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira."

12 DE JULHO

Boletim COVID

PORTUGAL: TVI [14h02] | Mais oito mortes e 1 782 casos. "Portugal registou, esta segunda-feira, mais oito mortes e 1 782 novos contágios por COVID-19, mostra o mais recente boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS). 

O índice de transmissibilidade (Rt) desceu ligeiramente, passando de 1,18 para 1,16 a nível nacional, já a incidência disparou para 315,6 casos por 100 mil habitantes.

No último balanço, feito na sexta-feira, a incidência era de 272,0.

Também é possível observar um grande aumento no número de internamentos, mais 57 do que no domingo, num total de 729.

Em Unidade de Cuidados Intensivos deram entrada mais 10 doentes, o que perfaz um total de 163 pessoas.

A maioria dos novos casos foram registados em Lisboa e Vale do Tejo, com 864, o que representa 48% do total do país. 

Segue-se a região Norte com 536, Algarve com 202, região Centro com 87 e Alentejo com 38.

Os arquipélagos dos Açores e da Madeira contabilizaram mais 40 e 15 casos, respetivamente."

11 DE JULHO

Boletim DGS 

PORTUGAL: RTP [14h04] | Mais oito mortes e 2 323 casos. "O último boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS) reporta mais 2 323 casos e oito mortes associadas à COVID-19.

O número de internamentos voltou a aumentar. Há neste momento 672 doentes internados em enfermaria (mais 40 do que na véspera) e 153 em unidades de cuidados intensivos (mais nove do que no dia anterior).

Do total de novos casos, 1 058 foram registados em Lisboa e Vale do Tejo, 693 na região norte, 242 no Algarve, 226 no centro e 64 no Alentejo. Foram ainda reportados 31 novos casos nos Açores e nove na Madeira.

Do total de óbitos, seis foram reportados em Lisboa e Vale do Tejo, um no Algarve e outro no Alentejo.

Há ainda a reportar mais 1 019 recuperados, para um total de 845 516. O boletim dá ainda conta de mais 1 296 casos ativos (45 302 no total) e mais 1 127 contactos em vigilância (73 762 no total).

Desde que foi identificado o primeiro caso de COVID-19 em Portugal já foram confirmados 907 974 casos de infeção e 17 156 óbitos associados à doença."

10 DE JULHO

Boletim DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h07] | Mais 3 162 casos e seis mortos. "Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais seis mortos e 3 162 infetados por COVID-19. E na faixa etária entre os 20-29 anos que lidera as novas infeções (779).

São os dados do boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) deste sábado que apontam ainda para uma manutenção do R, fixando-se nos 1,18 a nível nacional e 1,19 no continente.

A taxa de incidência por 100 mil habitantes 280,5 casos por 100 mil habitantes, quando nos dados de quarta-feira da DGS, este indicador estava nos 254,8.

A região de Lisboa e Vale do Tejo reúne cerca de metade dos novos casos (44% - 1 407), seguido do Norte com 1 047. O Algarve é a terceira região com maior número de casos (320), seguido do Centro com 251. O Alentejo soma mais 75 infeções, a Madeira 53 e os Açores nove.

O número de internados volta a registar uma subida, quer em enfermaria, quer em cuidados intensivos. Há agora 632 pessoas internadas com COVID nos hospitais, mais 15 do que ontem, das quais 144 em cuidados intensivos (mais três do que ontem).

Portugal ultrapassou na sexta-feira os 900 mil infetados (este sábado são 905 651) com COVID-19 desde o início da pandemia, dos quais 844 497 conseguiram recuperar e 17 148 acabaram por morrer."

9 DE JULHO

Boletim Covid

PORTUGAL: RTP [14h54] | Mais 3 194 casos e sete mortos. "Portugal registou mais 3 195 infeções nas últimas 24 horas e sete novas vítimas mortais. Há mais 1 460 casos ativos do que ontem e 2 451 contactos em vigilância. Foram também registados 1 727 casos de recuperados.

Há mais 1 482 casos em Lisboa e Vale do Tejo, 891 no Norte, 323 no Algarve, 319 no Centro e 108 no Alentejo. Nos Açores há mais 48 infeções e na Madeira mais 23.

Os internamentos aumentaram nas últimas 24 horas: há mais 18 doentes em enfermaria e cinco nos cuidados intensivos.

A incidência nacional é atualmente de 272,0 casos por 100 mil habitantes. O R(t) está nos 1,18.

Já a incidência no continente está nos 280,5 casos por 100 mil habitantes e o R(t) é de 1,19."

8 DE JULHO

Boletim DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [13h57] | Novo dia com mais de três mil novos casos e mais nove mortos. "A região de Lisboa e Vale do Tejo volta a registar cerca de metade dos novos casos.

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais nove mortos e 3 269 novos infetados com COVID-19. De acordo com o boletim da DGS, de ontem para o hoje o valor do R mantém-se a 1,20, quer a nível nacional, quer no continente. Já a incidência subiu para 247,3 casos por cada 100 000 habitantes a nível nacional e 254,8 no continente.

A região de Lisboa e Vale do Tejo regista cerca de metade dos novos casos (1 574), seguida do norte (934). O Algarve é a terceira região mais afetada, com 318 casos. O Centro tem 279 novas infeções e o Alentejo 109. Nas regiões autónomas, os Açores registam 41 novos casos e a Madeira 14.

A esmagadora maioria das vítimas mortais, sete, registaram-se em Lisboa e Vale do Tejo, havendo outra no Norte e a uma no Centro.

O número de internados reduziu ligeiramente, menos quatro casos, existindo agora 599 pessoas internadas com COVID nos hospitais, dos quais 136 em cuidados intensivos (mais seis do que ontem).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 899 295 casos da doença, dos quais 840 297 recuperaram e 17 135 acabaram por falecer.

Ainda segundo informação da DGS, até ao momento já foram administradas em Portugal continental 9 625 694 doses de vacina, sendo que 3 710 093 pessoas já têm a vacinação completa e 5 915 601 já receberam a primeira dose."

7 DE JULHO

Boletim DSG COVID

PORTUGAL: RTP [14h05]| Mais oito mortes e 3 285 infeções. "O mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde reporta mais oito mortes e 3 285 infeções por COVID-19, sendo que 52 por cento dos novos casos foram registados em Lisboa e Vale do Tejo, assim como sete dos óbitos a registar esta quarta-feira.

O oitavo óbito foi registado na região centro, que reportou ainda 290 novos casos. Foram ainda registadas 821 novas infeções no Norte, 321 no Algarve e 75 no Alentejo.

Os internamentos decresceram, com menos dez doentes em enfermaria e menos três em unidades de cuidados intensivos. No total, estão hoje internados 603 doentes, dos quais 130 em UCI.

O boletim reporta ainda mais 1 507 recuperações, aumentando para 838 642 o total de recuperados.

Existem hoje mais 1 770 casos ativos (40 258 no total) e mais 3 033 contactos em vigilância (67 055 no total). Desde que foi identificado o primeiro caso de COVID-19 em Portugal já foram confirmadas 896 026 infeções e 17 126 mortes associadas à doença."

6 DE JULHO

Boletim Covid DGS

PORTUGAL: TVI [14h07] | Mais uma morte e 2170 casos confirmados. "O mais recente relatório epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) reporta mais uma morte e 2 170 casos confirmados.

Lisboa e Vale do Tejo regista 53 por cento dos novos casos (1 151). A região norte regista 637 novos casos e um óbito, o centro reporta 166 novas infeções, o Algarve 145 e o Alentejo 52.

O número de internamentos em enfermaria não sofreu alterações em relação à véspera e existem hoje menos três doentes em unidades de cuidados intensivos (UCI).

No total, Portugal tem agora 613 doentes internados, dos quais 133 em UCI.

O boletim revela ainda que em 24 horas recuperaram da doença 2 510 pessoas, aumentando o total para 837 135.

Esta terça-feira há a registar menos 341 casos ativos (38 488 no total) e mais 4580 contactos em vigilância (64 022 no total).

Desde que foi identificado o primeiro caso de COVID-19 em Portugal já foram confirmados 892 741 casos de infeção e 17 118 óbitos associados à doença."

5 DE JULHO

DGS Boletim Covid

PORTUGAL: SIC [14h06] | 5 mortes e 1 483 novos casos. "Desde o início da pandemia, Portugal já registou 17 117 mortes e 890 571 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 38 829 casos, mais 705 em relação a ontem.

O boletim da DGS revela que estão internados 613 doentes, mais 46 do que ontem. Nos cuidados intensivos estão 136 doentes, mais 8.

Os dados indicam ainda que mais 773 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 834 628 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 59 442 contactos, mais 1 142 relativamente ao dia anterior.

A incidência da infeção com o SARS-CoV-2 em Portugal continental está nos 231,0 casos por 100 000 habitantes e na totalidade do território é de 224,6, revelam dados oficiais.

O R(t) está em 1,19 a nível nacional e no continente a 1,20. Os dados do índice R(t) e da incidência são atualizados à segunda, quarta e sexta-feira."

4 DE JULHO

Boletim DGS

PORTUGAL: RTP [14h05] | 2 041 novos casos e nenhuma morte nas últimas 24 horas. "Foram registadas pelas autoridades de saúde mais 2 041 infeções por COVID-19 nas últimas 24 horas em Portugal, elevando para 889 088 o total de casos desde que a pandemia chegou ao País.

O número total de mortes mantém-se em 17 112, dado que não ocorreu nenhum óbito no último dia.

Segundo o boletim da DGS, do total de novas infeções no último dia, 928 foram registadas em Lisboa e Vale do Tejo. No Norte do país há 564 novos casos, no Centro 171, no Alentejo 63, no Algarve 252, nos Açores 52 e 11 na Madeira."

3 DE JULHO

DGS Boletim

PORTUGAL: RTP [14h04] | 2 605 novos casos e quatro mortes nas últimas 24 horas. "Foram registadas pelas autoridades de saúde mais 2 605 infeções por COVID-19 nas últimas 24 horas em Portugal, elevando para 887 047 o total de casos desde que a pandemia chegou ao País.

Contam-se ainda mais quatro mortes, num total de 17 112.

De acordo com o boletim da DGS, do total de novas infeções no último dia mais de metade foram registadas em Lisboa e Vale do Tejo (1 362).

No Norte do país deram-se 557, no Centro 273, no Alentejo 78, no Algarve 299, nos Açores 29 e sete na Madeira.

Ainda nas últimas 24 horas deram-se em Portugal mais 11 internamentos, para um total de 543 em todo o País. Em Unidades de Cuidados Intensivos estão mais quatro doentes do que na véspera (122 no total).

2 DE JULHO

Boletim DGS

PORTUGAL: Expresso [14h04] | Sete mortos e mais de 2400 casos em Portugal em 24 horas. "O boletim da DGS desta sexta-feira assinala a existência de 532 doentes nos hospitais, mais 23 do que na véspera. O boletim dá também conta de 2436 novos casos de covid-19 em Portugal, bem como sete mortes e 1255 recuperações esta sexta-feira.

É o número de óbitos mais alto dos últimos dois meses e meio, desde que a 14 de abril se registaram oito mortes. Há mês e meio tinha-se registado o mesmo número de óbitos desta sexta-feira, sete — desde aí os valores foram sempre inferiores. Há esta quinta-feira a lamentar a morte de dois homens com mais de 70 anos, outros quatro acima dos 80 e uma mulher da mesma faixa etária.

Quanto ao total de novos casos, está muito próximo do dos últimos dois dias. O valor apurado na quarta-feira foi de 2362 e na quinta-feira foi de 2449, sendo um novo máximo desde 14 de fevereiro, há quatro meses e meio.

O país mantém-se na zona vermelha da matriz de risco, que assinala um R(t) de 1,16 na globalidade do território nacional e de 1,17 no continente. A incidência também sobe: é agora de 189,4 no território nacional e de 194,2 no continente, bastante acima da linha vermelha dos 120. São os valores mais altos registados desde 15 de março, quando se iniciou a divulgação pública destes dados.

O índice de transmissibilidade era, na quarta-feira, de 1,14 na globalidade do território nacional e de 1,15 no continente. Quanto à incidência, os indicadores eram de 172,8 e de 176,9, respetivamente."

1 DE JULHO

Boletim Covid

PORTUGAL: TVI24 [14h02] Novo máximo de casos desde fevereiro com 2 449 pessoas infetadas. "Portugal regista hoje 2 449 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, um novo máximo desde meados de fevereiro, cinco mortos com COVID-19, um aumento nos internamentos em enfermaria e uma redução nos cuidados intensivos.

Desde o dia 13 de fevereiro, quando se registaram 2 856 contágios, que o número de novos casos diários não era tão elevado. 

No boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) assinala-se que estão hoje internadas 509 pessoas com COVID-19, mais cinco do que na quarta-feira, 123 das quais em unidades de cuidados intensivos, menos sete. 

A área de Lisboa e Vale do Tejo tem 54,6% do total das novas infeções, concentrando 1 339 novos casos. 

O Norte registou um aumento do número de novos casos tendo sido notificados 566 nas últimas 24 horas, o que representa 23,1% do total nacional."

Ver números de junho AQUI.

Ver mais informação COVID-19 AQUI.

Fotos: Arquivo
Última atualização: 30 de julho de 2021

Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar